CAMPE EMPRESARIAL

DESAFIO

A história de Juiz de Fora apresenta um cenário empreendedor pouco atrativo. Empresários com medo de abrir seu próprio negócio e resistência dos mais diversos segmentos de mercado a novas ideias são fatores que, atrelados, retardam a expansão da mesma. Empresas fechando nos primeiros anos, pouca capacidade de inovação e certo “atraso” de mentalidade visionária são algumas das características mais significativas que guiam o contexto sócio econômico, mesmo antes da “crise” atual. A falta de instrução, informação e incentivo torna ainda mais complicada a visão empreendedora no município. A cidade apresenta histórico fraco em relação ao movimento empreendedor, que antes era conhecida como Manchester mineira e desde então não maximizou o seu potencial. No entanto, a Campe Consultoria – empresa júnior dos cursos de Administração, Ciências Contábeis e Economia da Universidade Federal de Juiz de Fora –pode se manifestar como uma das responsáveis por uma mudança que vem ocorrendo ao longo dos anos, através de um caminho que não é a atividade principal de uma empresa júnior, mas que busca melhorar as empresas de sua região da mesma forma que os seus projetos de consultoria. O município hoje ocupa lugar significativo no ranking de microempreendedores individuais. Isto é, o número de pessoas querendo abrir ou formalizar o seu negócio aumenta cada vez mais. O que vem contribuindo para tal fato é a criação de startups promissoras, além do projeto de Parque Tecnológico, que vem agregar e fortalecer esse espírito inovador da cidade, gerando oportunidades para que esses novos visionários transformem suas vidas e mudem seus caminhos. 

RESULTADO

Com base nisso, a empresa júnior buscou realizar um evento que amplie a sinergia entre os stakeholders. Para tanto, criou-se a Campe Empresarial no início da década passada. O evento conta com a presença de diversos palestrantes e vem contribuindo para a transformação da maneira de enxergar o empreendedorismo na cidade e na região, impactando positivamente a sociedade. Ao se deparar com o histórico de eventos, principalmente os empresariais, pode-se observar que a cidade não apresenta uma tradição. A própria universidade existente, que é referência em excelência no ensino e capacitação, não proporciona aos seus estudantes muitas oportunidades nesta área. Nesse contexto, a EJ, sempre buscando pioneirismo e desenvolver o espírito empreendedor, cria no ano de 2003, a Campe Empresarial, com o objetivo de fornecer a sociedade, os alunos, empresários e seus clientes a chance de aprofundar seu conhecimento e mudar seu caminho.